De volta ao teletrabalho? Como manter a saúde mental e evitar a "fadiga de pandemia"

Num artigo de Sara Calado para a revista Pessoas by ECO, contribuí para a reflexão sobre os impactos na saúde mental do teletrabalho e sobre práticas organizacionais promotoras de saúde e bem-estar psicológico.

“A possibilidade de tomar decisões, a aceitação da perspetiva do outro e um feedback não controlador ou manipulatório por parte dos líderes e gestores são essenciais para que exista motivação intrínseca por parte dos trabalhadores. Assim, promover a autonomia e ter comportamentos de liderança apoiante, disponibilizando os meios para que os trabalhadores se sintam competentes e estimulando as relações sociais e interpessoais no trabalho, através de comunicação próxima, contribui para o engagement e o bem-estar psicológico“ .

Pode ser lida na íntegra aqui.



11 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo